Novos processos


Caros Associados,

Resumimos, abaixo, as principais atividades realizadas pela Diretoria da ASAGOL no período de 30 de Novembro a 16 de Dezembro de 2013:

• Reunião AERONAUTAS/ANAC/EMPRESAS AÉREAS: No dia 06 de Dezembro de 2013 foi realizada no Rio de Janeiro a segunda reunião com participação do corpo técnico da ANAC para discutir aspectos do FRMS (Fatigue Risk Management System). Além da ANAC, estiveram presentes representantes da ASAGOL, SNA, ABRAPAC e os técnicos em fadiga das empresas GOL, TAM e AVIANCA. Os representantes da ANAC, Sávio Valviesse e João Luis Barbosa, apresentaram o entendimento da Agência sobre o FRMS, ressaltando a importância deste como ferramenta de mitigação de riscos e otimização de produtividade. Também salientaram que nos Estados Unidos houve menção do fator fadiga em cerca de 20% dos incidentes analisados recentemente. Os principais itens mencionados que afetam a parte fisiológica dos aeronautas foram as monofolgas e as escalas que não levam em conta o ciclo circadiano em fases críticas de voo (aproximação e pouso). Foi abordado, também, como a ANAC pretende fiscalizar o cumprimento dos programas de gerenciamento de fadiga das empresas. Para este fim, a Agência pretende utilizar uma das três opções: i) Operadores que não irão dispor do FRMS, ficando sujeitos ao cumprimento de regulação prescritiva, ii) Operadores que irão estabelecer o FRMS para todas as suas operações, e iii) Operadores que irão estabelecer o FRMS para algumas operações e utilizar regulação prescritiva para as demais. A Agência também informou que irá aguardar a regulamentação do assunto, atualmente em tramitação no Senado Federal (PLS 434/11), para divulgar um novo texto regulatório no RBAC 121 baseado principalmente no DOC 9966 da ICAO. Foi criado um grupo de trabalho encarregado de definir uma metodologia de pesquisa de fadiga que produzirá recomendações de segurança de voo. Este grupo será composto por ASAGOL, ABRAPAC, SNA e pelos representantes técnicos em fadiga das empresas aéreas. Uma nova reunião foi agendada para o dia 10/01/14.

• Reunião ASAGOL - Presidência VRG: No dia 13 de Dezembro de 2013 foi realizada reunião entre a Diretoria da ASAGOL e a alta liderança da Gol. Pela empresa estiveram presentes o Sr. Paulo Kakinoff (Presidente), o Cmte. Adalberto Bogsan (Vice-Presidente Técnico), o Cmte. Pedro Scorza (Diretor Técnico Operacional), o Cmte. Caio Sérgio (Piloto Chefe) e a Sra. Elizabeth Diniz (Chefia dos Comissários). Pela ASAGOL estiveram presentes os membros da Diretoria e os convidados Cop. Tiago Bertalot e Cms. Mauro Matias. Os itens discutidos e as futuras ações que foram definidos são apresentados abaixo:

1. Saúde dos Tripulantes: A proposta da ASAGOL para a implementação de uma campanha de vacinação do grupo de voo em 2014 foi aceita pela alta liderança da empresa. A campanha prevê uma divulgação ampla com vistas à redução dos afastamentos por infecções de vias aéreas superiores e enfermidades decorrentes. Outra proposta da ASAGOL para a utilização de plantão médico aos sábados também foi aceita em caráter experimental até que a empresa possa avaliar sua eficácia quantitativamente. A ASAGOL também propôs que a empresa fizesse uma campanha de divulgação para estimular a realização de exames preventivos (mamografia, PSA, entre outros) nos periódicos, a exemplo do que já acontece com o Papanicolau para as comissárias. Essa proposta foi muito bem recebida pela Chefia de Comissários e está sendo estudada pela empresa.

2. Melhorias na escala de voos: a. Grupo de Logística: A ASAGOL apresentou um cronograma de execução para o processo de otimização e automatização na escala. O documento final com todos os critérios e parâmetros deverá ser submetido à liderança até meados de Abril de 2014. Os pilares do processo, endossados pelo Presidente Paulo Kakinoff, são o equilíbrio de remuneração e carga de trabalho, o aumento de produtividade e a concessão equilibrada dos benefícios especiais. A situação da Ponte Aérea foi mencionada pela liderança, que ressaltou o problema de baixa produtividade característico à operação. A ASAGOL contra argumentou dizendo que esse tipo de operação necessita ser tratada de forma diferenciada, visto que as horas de voo em si não refletem a carga de trabalho, o nível de exposição e o trato com passageiros diferenciados. Ressaltou a importância de um mecanismo que possa equiparar a remuneração e reiterou o critério de senioridade como base fundamental para preencher vagas sempre que a demanda exceder a oferta. Ficou decidido que o Grupo de Logística irá realizar uma proposta que possibilite a formação sustentável de um Grupo Ponte Aérea sem aumento no custo total da operação; que também inclui o gasto com hospedagem.

b. Abaixo-assinado: A ASAGOL informou à liderança a respeito da reunião que realizou com o grupo de voo no dia 22/11/13 para esclarecer as propostas de melhoria do Comitê de Escala, propostas estas baseadas em diagnósticos científicos e critérios coletivos. Foi mencionado,também, para a surpresa da liderança, que infelizmente nenhuma das pessoas que assinaram o abaixo-assinado pôde comparecer à reunião.

c. Solicitações em curto prazo: Conforme mencionado anteriormente, o processo de melhoria na escala proposto pelo Grupo de Logística pressupõe alterações estruturais no NetLine com prazo de execução não inferior a um ano. Por essa razão, encaminhamos para a alta liderança uma lista de solicitações em curto prazo que incluía os seguintes assuntos: i) implementação do gerenciamento da fadiga, principalmente em situações adversas de contingência; ii) redução dos tempos de solo, que hoje são usualmente muito excessivos; iii) alteração de algumas chaves de voo que apresentam descontinuidade (início em um aeroporto e término em outro) nas bases SAO/RIO (para essa proposta é necessário modificação no NetLine, demandando uma prazo considerável) e, iv) a possibilidade de voos para os EUA para os tripulantes Base POA.

3. Segurança Operacional: A alta liderança da Gol recebeu de forma muito positiva o ingresso da ASAGOL como entidade membro do CNPAA (Comitê Nacional de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), ressaltando a importância dos aeronautas na prevenção de acidentes e incidentes graves. Também foi mencionada para a alta liderança a participação da ASAGOL na recém-criada Comissão Nacional da Fadiga do CNPAA.

4. Rotina de Trabalho da ASAGOL: A proposta da ASAGOL para a escala dos membros da Diretoria na função de Presidente, Diretor Financeiro, Diretor Administrativo, Diretor Social e Diretora de Comissários foi inicialmente refutada pela liderança. Na oportunidade, ressaltamos que esta solicitação visa a operacionalização da gestão sem que os membros da Diretoria necessitem abrir mão dos seus rendimentos e da totalidade de sua vida social, garantindo um modelo sustentável para as novas gerações que forem assumir a nossa associação. Ficou acertado que a empresa iria estudar um modelo e realizar uma contra proposta que permitisse o nosso trabalho na ASAGOL sem perda significativa de rendimentos e vida social.

5. Assuntos Diversos: Também foram discutidas as questões dos Comitês de Tripulantes, o embarque de PAX benefício nos voos decolando dos EUA e o transporte terrestre GIG-SDU. Sobre os Comitês, a ASAGOL informou que irá declinar ao convite de gerenciá-los, visto que pretende focar suas atividades no processo de melhoria da escala, nas questões de saúde dos tripulantes e no aspecto de segurança operacional. Na questão da dificuldade de embarque nos EUA ficou acertado que a empresa irá buscar melhorias, tanto na transparência da sequência de prioridade, quanto no tratamento dispensado pela terceirizada aos PAX viajando com benefício viagem. De acordo com a empresa, o transporte para a Base RIO será disponibilizado em breve.

· ASAGOL/SNA em Chicago: Nos dias 16 e 17 de Dezembro representantes da ALPA (Air Line Pilots Association) recebem os Cmtes. Renan Monteiro e Tiago Rosa na sua sede em Chicago para uma imersão técnica a respeito de conceitos do FRMS adotados nos EUA. A reunião, decorrente de uma parceria entre a ASAGOL e o SNA, faz parte do processo de aprimoramento técnico dos aeronautas para fortalecer os trâmites do PLS 434/11, que deverá alinhar a regulamentação brasileira às melhores práticas de gerenciamento de fadiga adotadas em países do Primeiro Mundo.

Em virtude das festas de fim de ano nosso Boletim Quinzenal entrará em recesso até a primeira quinzena de Janeiro de 2014.

Seguimos à disposição dos nossos associados.

Diretoria da ASAGOL

© 2019 Associação dos Aeronautas da GOL - ASAGOL

Av. Washington Luís, 6817, sala 22, Santo Amaro, São Paulo-SP

Telefone: 11 5533-4197 | WhatsApp: 11 97691-6599 

Parceiros: