737 MAX: Boeing se posiciona após relatório preliminar do acidente com aeronave da Ethiopian


Em nota assinada por seu CEO, Dennis Muilenburg, a Boeing anunciou que as informações preliminares obtidas na investigação do acidente com o 737 MAX da Ethiopian Airlines apontam para uma atuação do MCAS com base em dados errôneos dos sensores de ângulo de ataque, assim como ocorrido no acidente com a aeronave da Lion Air.

Confirmando-se o que até então era uma suspeita, Muilenburg assumiu a responsabilidade da fabricante por esse elo na cadeia de eventos que levou aos acidentes e cujos demais fatores ainda estão sendo investigados.

A comoção entre os funcionários da Boeing pela perda de vidas nos dois acidentes e o valor que a segurança tem para todos também foram destacados pelo CEO que, de maneira firme, disse que a fabricante tem a responsabilidade de eliminar o risco provocado pelo MCAS e irá fazê-lo.


Melhorias no software do MCAS e retorno ao voo do 737 MAX


Visando o retorno do 737 MAX ao voo, Muilenburg ressaltou que a Boeing está atuando de forma ampla e disciplinada, tomando o tempo necessário para fazer as atualizações no software do MCAS (veja as mudanças já divulgadas pela fabricante).

A previsão é de que a certificação e implementação das melhorias na frota mundial aconteça durante as próximas semanas. Não foi, no entanto, definido um prazo exato para a conclusão do processo.

A ASAGOL segue atenta ao desenrolar das investigações e à atuação da Boeing e dos órgãos reguladores visando a segurança de voo e o restabelecimento das operações com o 737 MAX, e manterá todos informados por meio dos seus canais de comunicação. A íntegra da nota publicada pela Boeing pode ser lida em http://www.boeing.com/commercial/737max/737-max-update.page.

Diretoria da ASAGOL ______________________ Mantenha-se informado, siga a ASAGOL nas redes sociais.

© 2019 Associação dos Aeronautas da GOL - ASAGOL

Av. Washington Luís, 6817, sala 22, Santo Amaro, São Paulo-SP

Telefone: 11 5533-4197 | WhatsApp: 11 97691-6599 

Parceiros: