O primeiro voo da Rose: veja como foi essa experiência da nossa colaboradora

Atualizado: 27 de Jun de 2019


Rose com o Cmte. Consani, após o pouso no aeroporto Santos Dumont.

Além da celebração do Dia do Comissário, o último 31 de maio teve um outro acontecimento especial: o primeiro voo da nossa colaboradora Roseli Aparecida de Carvalho, conhecida por todos como Rose!


Apesar de pertencer ao quadro de funcionários da ASAGOL há mais de 11 anos e, consequentemente, estar ligada à aviação por igual período, ela jamais havia entrado em uma aeronave em sua vida.


"Nunca tive esse desejo de voar, para falar a verdade, meu medo sempre foi maior que a minha vontade de fazer isso", brinca.

No dia 31 de maio, devido à ação "ASAGOL nos DOs", Rose foi escalada para viajar e representar a associação no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. "Nunca busquei viajar de avião, mas dessa vez surgiu a oportunidade, por meio do meu trabalho, estava tudo a favor e senti que havia chegado a hora, topei o desafio", diz ela, que voltou no mesmo dia para São Paulo após a iniciativa da associação na capital carioca.


Os dois percursos, de aproximadamente uma hora cada, foram curtos, mas marcantes para a Rose, principalmente os minutos que antecederam a decolagem para o Rio de Janeiro. De acordo com ela, o tempo demorou para passar.


"A espera no embarque, alocação das malas e taxiamento da aeronave demorou uma eternidade, pois eu estava muito ansiosa", explica. "Quando levantou voo o meu coração quase saiu pela boca, mas depois, foi apenas aproveitar a experiência, ver as nuvens em forma de algodão lá de cima, tive sorte, estava um dia lindo".

Apesar de experimentar o prazer de voar, o pior ainda estava por vir: o pouso da aeronave. Esse momento, na opinião dela, foi o mais nervoso. "Estava tensa, eu lamentei não ter ninguém do lado para apertar a mão, conversar, enfim, fazer algo para distrair e aliviar o stress, mas no fim foi perfeito", detalha.


Ela fez questão de agradecer às tripulações dos voos pela receptividade. Rose contou que os comissários e pilotos já sabiam de seu primeiro voo por meio dos canais de comunicação da ASAGOL.


"Eles me receberam e me deram força, todos já sabiam que eu voaria pela primeira vez e fizeram questão de incentivar, não esperava essa reação, esse acolhimento", conta.

Rose, inclusive, foi convidada pelo Cmte. Consani para visitar a cabine após a chegada ao Rio de Janeiro.


"Eu já o conhecia pela ASAGOL e isso, somado ao fato de ser um voo pela Gol, me trouxe tranquilidade. A experiência de visitar o local de trabalho deles, tirar uma foto, também foi ótima".

Agora, nossa colaboradora se prepara para as próximas ações do programa "ASAGOL nos DOs". Ela já se escalou para visitar as bases de Porto Alegre, Brasília e Fortaleza. "Eu já perdi o medo, agora quero aproveitar, quando a associação precisar de mim estarei novamente voando para atender os nossos associados em outras cidades", finaliza.


A ASAGOL agradece aos tripulantes dos voos 1002 (CGH-SDU) e 1029 (SDU-CGH) pela hospitalidade e força que deram à Rose! Em breve, ela estará em outras bases para levar a associação para mais perto de vocês!


Veja a seguir, em nossa galeria, as fotos que contam a história do primeiro voo da Rose:



© 2019 Associação dos Aeronautas da GOL - ASAGOL

Av. Washington Luís, 6817, sala 22, Santo Amaro, São Paulo-SP

Telefone: 11 5533-4197 | WhatsApp: 11 97691-6599 

Parceiros: